FÓRMULA 1

Romain Grosjean sofre grave acidente após largada em Bahrein

O carro do francês bateu, se partiu ao meio e pegou fogo

29/11/2020 às 15h10min
Por: Redação // NTocantins - Foto: Reprodução

Um grave acidente envolvendo o piloto francês Romain Grosjean, da Haas e o russo Daniil Kvyat, da AplhaTauri interrompeu o GP do Bahrein de Fórmula 1, neste domingo (29), momentos depois da largada. Grosjean perdeu o controle do carro na terceira curva, tocou na AlphaTauri de Kvyat e bateu em cheio na barreira de proteção.

A Haas de Grosjean explodiu com o choque. Após ter ficado 29 segundos entre as chamas, o piloto conseguiu sair consciente do cokpit. As imagens são impressionantes. Veja:

 

Grosjean saiu com queimaduras leves nas mãos e tem suspeita de fraturas nas costelas. Pouco, diante da brutalidade do acidente, cujo impacto foi de 53 vezes a força da gravidade e paralisou a corrida por mais de 1h20.

“Romain está bem. Não quero fazer nenhum comentário médico, mas ele teve queimaduras leves nas mãos e nos tornozelos. Obviamente ele está abalado. Quero agradecer às equipes de resgate que foram muito rápidas. Os comissários e o pessoal da FIA fizeram um ótimo trabalho. Foi assustador”, revelou o chefe da equipe Haas, Gunther Steiner.

A equipe Haas informou que Grosjean foi levado ao centro médico do autódromo e depois transferido para um hospital próximo.


Outros incidentes

Após a liberação da pista, e feita a nova largada, outro acidente, de menores proporções, também assustou: Lance Stroll foi tocado pelo mesmo Daniil Kvyat no miolo do traçado, e seu carro ficou de cabeça para baixo. O Halo da Racing Point foi ralado pelo asfalto, mas o canadense conseguiu sair do cockpit sem problemas.


Sergio Pérez ia a caminho do seu segundo pódio no GP do Bahrein de Fórmula 1, mas teve um problema com o motor do carro que estourou e chegou a pegar fogo, a três voltas do final, e foi forçado a abandonar. Por este incidente, a prova acabou atrás do safety car.


Vitória de Hamilton

Depois dos acidentes assustadores, Hamilton teve mais uma prova dominante na temporada e venceu pela 95ª vez na F1. Max Verstappen, da RBR, terminou em segundo lugar depois de três trocas de pneus, uma a mais do que o inglês, e seu companheiro de equipe Alexander Albon ficou com a terceira colocação.


Notícias Relacionadas