JUSTIÇA

Nesta quinta (17), polícia prende suspeito do latrocínio de Leidiene Pacheco

A vítima foi executada a tiros ao tentar escapar do assalto. Ela tinha 35 anos e deixou três filhos

17/09/2020 às 17h49min
Por: Redação//NTocantins - Foto: Divulgação

Um suposto envolvido no latrocínio de Leidiene Pacheco, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (17), nas proximidades de um assentamento na cidade de Tocantínia, região Central do Estado. O mandado de prisão foi expedido pela 1° Vara Criminal de Palmas, e cumprido pelo delegado Hismael Athos, responsável pela 69ª Delegacia de Polícia Civil do muncípio e pela equipe de policiais civis. 

O suspeito já havia sido preso em maio, ele foi ouvido e encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas, e, em seguida acabou sendo liberado. O outro envolvido no crime tem 21 anos, ele é acusado de efetuar os disparos que mataram Leidiene e foi preso em julho de 2019, na cidade de Confresa (MT). 

O crime

No dia 24 de setembro de 2018, Leidiene Pacheco pilotava uma motocicleta em uma rotatória no Setor Jardim Aureny III, em Palmas, quando foi assassinada a tiros. Testemunhas disseram à polícia que ao diminuir a velocidade, a mulher foi abordada por criminosos que pediram a bolsa e o celular dela, ela teria tentado fugir, quando um dos assaltantes disparou contra ela. 

Leidiene morreu no local, antes que as equipes socorristas chegassem. Ela tinha 35 anos, era diarista e deixou três filhos. 


Notícias Relacionadas