INVESTIGAÇÕES

Delegado da Homicídios fala sobre morte de mulheres registradas na Capital

Veja o vídeo do Delegado Guido Camilo Ribeiro

07/08/2020 às 12h11min
Por: Redação // NTocantins

O Delegado Chefe da 1ª Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, Guido Camilo Ribeiro, divulgou um vídeo no final da manhã desta sexta-feira (07) falando sobre as três mortes de mulheres que aconteceram nos últimos meses.

Segundo o delegado, no primeiro caso, de uma mulher de 47 anos, encontrada morta no dia 08 de junho de 2020 na 1303 sul, não há indícios de morte violenta, por isso, o caso nem está sendo investigado pela divisão de homicídios.

O segundo caso, onde o corpo de uma mulher de 33 anos foi encontrado em estado avançado de decomposição, no dia 27 de julho, próximo ao Campus Palmas da Universidade Federal do Tocantins (UFT), não foi possível identificar a causa da morte. O perito que analisou o corpo teria afirmado ao delegado que não haviam sinais de violência sexual. O crime segue em investigação.

E o terceiro caso, onde o corpo de uma mulher de 29 anos foi encontrado na quadra 1506 Sul, no dia 31 de julho, com sinais de enforcamento e arrastamento, o delegado afirma que não se pode afirmar que houve violência sexual, já que ainda não foram liberados os resultado do exame pericial.

Ainda de acordo o delegado, não está comprovada nenhuma ligação entre os três crimes, portanto, não há motivos para se suspeitar de que exista um maníaco na Capital.

 


Notícias Relacionadas