ALÍVIO NO BOLSO

Ainda em fase de teste, Pix já tem mais de um milhão de chaves cadastradas

Plataforma serve como alternativa gratuita para transferências TED e DOC

05/10/2020 às 16h56min
Por: Redação/NTocantins - Foto: Divulgação/Banco Central

Nesta segunda-feira (05), o Banco Central (BC) lançou a fase do sistema Pix - uma combinação para que o cliente (pessoa física ou jurídica) possa pagar e receber dinheiro em até 10 segundos de forma gratuita. Até o início da tarde, a plataforma já registrou mais de 1 milhão de cadastros, número que surpreendeu os idealizadores do projeto.

A chave do Pix é composta por uma das três informações, número de celular, e-mail ou CPF/CNPJ, que o correntista deverá digitar para fazer as transações. A ferramenta pode ser utilizada por qualquer possua que possua conta corrent em alguma instituição financeira, seja banco, fintech ou outra, e serve como alternativa aos tradicionais DOC e TED e outros tipos de pagamento pagos.

O funcionamento definitivo do Pix tem data prevista para novembro, mas a plataforma está em funcionamento desde as 9h de hoje. Os clientes cadastrados podem registrar as chaves digitais de endereçamento para enviar ou receber recursos em 667 instituições financeiras do país.

Dúvidas sobre o Pix

O Banco Central realizou na manhã de hoje uma live, em sua página do Youtube, para esclarecer dúvidas sobre o início do cadastro de chaves do Pix.

Como cadastrar 

Para cadastrar a chave, basta que o interessado acesse o aplicativo da instituição em que tem conta e façar o registro, vinculando a uma conta específica uma das três informações: número de telefone celular, e-mail ou CPF/CNPJ. 

Há ainda a possibilidade de gerar uma chave aleatória, caso o cliente não queira compartilhar seus dados pessoais. As informações serão armazenadas em uma plataforma tecnológica desenvolvida e operada pelo BC, chamada Diretório Identificador de Contas Transacionais (DICT), um dos componentes do Pix.

Cada pessoa poderá cadastrar até cinco chaves em uma mesma conta. Por exemplo: CPF, dois telefones e dois e-mails; ou dois telefones e três e-mails. Entretanto, cada uma dessas chaves poderá ser vinculada a apenas uma conta, seja corrente, poupança ou pré-paga, ainda que na mesma instituição. Ou seja, o mesmo CPF, por exemplo, não poderá ser cadastrado em duas contas diferentes. Assim, ao informar uma chave ao pagador, o recebedor saberá identificar em qual conta os recursos serão creditados.

(Com informações da Agência Brasil)

Notícias Relacionadas