Política com Luiz Armando Costa

Conflitos palacianos e as movimentações políticas de Mauro Carlesse

Luiz Armando Costa
12/01/2021 às 06h59min

Mauro Carlesse dá posse a novos assessores nesta terça. A cereja do bolo são os ex-aliados da senadora Kátia Abreu. O seu ex-chefe de gabinete, Paulo Lima e a ex-prefeita de Brejinho, Miuki Yashida. Nas demais mudanças, apenas remanejamentos.

Paulo Lima (que não é agrônomo nem veterinário) vai para a Adapec. O cargo, tudo indica, pouco importa. O que vale é o símbolo e o que o ex-assessor de Kátia pode transformar em ativo político para o Governador.

O Governador, assim, vai ciscando para dentro. Ali onde ele mesmo já deve viver um conflito: se sai a Senador ou não. 

Caso afirmativo, se apóia uma reeleição de Wanderlei Barbosa ao governo ou uma candidatura do senador Eduardo Gomes.

Certo de que já avançou sobre a possibilidade Antônio Andrade para a disputa do governo, Wanderlei segue agindo como se candidato à reeleição ao governo fosse. E se arma de pareceres jurídicos que afastam a inelegibilidade por ter sido vice reeleito.

Exercendo, pela lógica, pressão política sobre Mauro Carlesse para definição de que projeto está na sua cabeça.